Um exemplo do paraíso: o amanhecer no topo do Dois Irmãos


Só quem já subiu ao topo do Morro Dois Irmãos sabe o que é enxergar o Rio por um ângulo inédito e pouco comum em cartões postais. Também é restrito a estas pessoas o prazer de, na orla de Ipanema, olhar para o alto daquela pedra enorme e orgulhar-se da façanha.

Morro Dois Irmãos - Crédito: Leon BalkerNo entanto, o designer André Koller, morador do Vidigal há três anos, não se contentou em fazer isso uma ou duas vezes. Constantemente sobe ao topo buscando caminhos pouco usuais, como quando saiu da trilha com um amigo e achou, não sem alguns arranhões, a saída para o Vidigal seguindo apenas uma direção: a de baixo.
Morro Dois Irmãos - Crédito: Leon Balker

Na manhã desta quarta-feira, 30 de maio, André acordou de madrugada e acompanhado de mais três amigos, subiu a pedra para ver o dia nascer. O resultado foi registrado por Leon Balk, um dos corajosos aventureiros, nas lindas cenas que ilustram este texto.

Para quem não sabe o caminho, pode mandar um e-mail para André, que também é guia nas horas vagas: andre@vidigalo.com

Anúncios