Bandeira de Retalhos - Nós do Morro - Sergio Ricardo

Rio+20 + musical de Sérgio Ricardo + 1 ano de Lamparina + Fiesta Mexicana = Vidigal!

Com uma pequena ajuda de São Pedro, que derramou água no último fim de semana, os eventos ficaram concentrados em poucos dias. Uma verdadeira maratona de diversão.  Vamos a ela:

Sexta-feira, 15 de junho
Bandeira de Retalhos - Nós do Morro - Sergio RicardoCoraçõezinhos a postos: a semana dos namorados vêm com a estreia de um musical que relembra uma grande ação de amor, que foi a luta contra a remoção do nosso morro! Bandeira de Retalhos, do cantor e compositor Sérgio Ricardo, resgata essa história de heróis anônimos. A direção é de Guti Fraga e a preparação de elenco, da Fátima Domingues.  A entrada é gratuita, e as apresentações serão realizadas até dia 24 de junho, no Teatro do Vidigal.  Sexta e sábado, 21h. Domingo, 20h.

lamparina 1 ano - VidigalComo se não bastasse, a noite de sexta ainda comemora um ano de uma festa que já é querida por cariocas de todo canto: Lamparina! Com os DJs Rodrigo Penna,  o casal Julia Lobato e Galalau e ainda dois sets revivals. A entrada para a festa, que rola na Oficina do Jô, depende da esperteza: mandando nome para a lista, sair por R$ 20 até 0h30, ou R$ 30 depois dessa hora. Se esquecer ou não der tempo, a entrada sai por R$ 40.

Já no Alto Vidigal, um evento que promete mudar um pouco a visão que o pessoal tem sobre o badalado espaço no alto do morro: com música variada, incluindo funk e hip-hop, a festa Elenco Fabuloso traz a participação especial da dançarina Mulher Filé. Para entrar, homens desembolsam R$ 20 e mulheres, R$ 15.

Sábado, dia 16
fiesta mexicana - alto vidigalQuem chegar no final da tarde no Alto Vidigal, se deliciará com a  Fiesta!, uma edição especial com música e comida mexicana. A entrada e o prato ficam por R$ 15. A partir das 17h.
Face to Face - Alto VidigalMais tarde, o espaço recebe a festa Face to Face, com os DJs Thiago Silva e Foguinho que embalam a noite ao som de hip-hop e house. Quem chegar cedo, entre 23h e 0h30, paga R$ 15 (mulheres) e R$ 20 (homens). Depois, as mulheres pagam R$ 20 e os homens, R$ 25.

Domingo, dia 17
Reforma - Espaço Lamparina - VidigalDurante todo o dia, moradores votarão para eleger o novo presidente da Associação dos Moradores da Vila do Vidigal (AMVV), no colégio Almirante Tamandaré. Logo em frente, na Oficina do Jô, o Coletivo Lamparina também realiza uma grande mudança: mas visual. O evento Reforma! contará com a colaboração de diversos artistas visuais para mudar a cara do espaço onde rolam algumas das festas mais badaladas do morro. A Reforma! rola entre meio dia e meia noite. A entrada é gratuita até às 18h. Após este horário, rola jam session a R$ 10.

Para finalizar a tarde, o After Beach Alto Vidigal, com música bacana e crepes franceses, é uma boa pedida.

Segunda-feira, dia 18
rio+20 VidigalDurante todo o dia, uma vasta programação voltada para meio ambiente, cultura, esportes e memória será realizada em três pontos do Vidigal, abrindo as portas do morro para os participantes da Conferência Rio+20, que define metas de crescimento sustentável para o planeta. a programação será encerrada com show do cantor Gabriel O Pensador. Todos os eventos serão gratuitos. Veja matéria completa!

Anúncios
mapa vidigal rio+20

Vidigal e Chácara do Céu farão “arrastão cultural” durante a Rio+20

Há 20 anos, quando foi realizada a primeira conferência mundial de meio ambiente no Brasil, a ECO-92, não havia espaço para favelas ou favelados. As áreas que mais ansiavam por políticas de sustentabilidade não tinham voz.
Em 2012, com a Rio+20, a situação é diferente. De pontos críticos, elas passam a ser agentes participantes da programação, com a Rio+20 Comunidades, que levará delegações a algumas favelas cariocas já pacificadas: Cidade de Deus, Chapéu Mangueira / Babilônia, Dona Marta, Complexo do Alemão, Pavão/Pavãozinho, Vidigal / Chácara do Céu e Rocinha.

Cada conjunto de comunidades levará os visitantes a roteiros culturais e sustentáveis. O Vidigal e a Chácara do Céu farão um “Arrastão Cultural” na segunda, 18 de junho, passando pelo Parque do Penhasco Dois Irmãos, a Vila Olímpica do Vidigal, o Sitiê e a Capela do Papa (São Francisco de Assis).

Há dois meses instituições do Vidigal se reúnem com as gestoras do Governo do Estado para elaborarem o roteiro, que terá apresentações esportivas e culturais, desfile de moda sustentável, além de palestras sobre Reciclagem e Lixo Urbano e Memória do Vidigal. A noite será encerrada com show do cantor Gabriel, O Pensador.
As delegações poderão seguir a ordem sugerida, acompanhando a programação ou, ainda, irem por conta própria às instituições do Vidigal, que estarão abertas à visitação.

capela-do-papa---VidigalDurante todo o dia, haverá exposição de fotos históricas na Capela e feira de artesanato no Parque Ecológico.
Para facilitar a localização das atrações, uma edição especial do mapa do Vidigal, ampliado, estará disponível na entrada do morro para os visitantes.

No dia 13 de junho, um pré-evento na Praça do Vidigal apresentará a programação à comunidade, além de informar sobre a Rio+20 e sua importância.

Veja o roteiro:

9h às 12h – Parque Penhasco Dois Irmãos (Comunidade Chácara do Céu)
Programação:
9h00 – Abertura do Evento na Chácara do Céu – Parque Penhasco Dois Irmãos.
9h15 – Palestra sobre a História da Chácara do Céu.
9h30  – Exibição de uma partida de Rugby.
10h05 – Apresentação do Grupo Gospel Shekinah e El Elion.
10h20  – Apresentação do Coral Parque Penhasco Dois Irmãos.
10h35  – Apresentação de Jiu-Jitsu.
11h00  – Apresentação do Grupo de Pagode.
11h35 – Apresentação da bateria do bloco carnavalesco ‘Empurra que Pega’

Feira Artesanal sustentável

13h às 15h – Vila Olímpica do Vidigal
Apresentações esportivas e culturais:

13h00 – Abertura
13h10 – Inicio das Atividades Culturais
13h20 – Apresentação de Boxe (ONG Todos na Luta)
13h35 – Apresentação de Jiu Jitsu (ONG GASCO)
13h50 – Apresentação de Judô  (ONG GASCO)
14h05 – Apresentação de Capoeira e Dança Afro
14h20 – Apresentação de Balé (ONG  Ser Alzira de Aleluia )
14h25 – Apresentação de Teatro

15h às 16h – Sitiê
Palestra ministrada por Manoel Silvestre com o tema “Reciclagem e Lixo Urbano”
Feira de artesanato no Parque Ecológico durante todo o dia

17h às 17h30 – Capela São Francisco de Assis (Capela do Papa)
Palestra sobre a história do Vidigal
Durante todo o dia: exposição de fotos históricas

18h às 22h – Vila Olímpica do Vidigal
Apresentações musicais:

18h10 – MC Mano
18h25 – Perolas Negras (Nós do Morro)
18h40 – Panteras Negras (Nós do Morro)
18h45 – Meninas do Nós (Nós do Morro)
19h00 – Desfile de Moda Sustentável, estilista Lu Cuelho
19h20 – Bloco Acadêmicos do Vidigal
21h00 – Show com Gabriel, O Pensador

Um exemplo do paraíso: o amanhecer no topo do Dois Irmãos


Só quem já subiu ao topo do Morro Dois Irmãos sabe o que é enxergar o Rio por um ângulo inédito e pouco comum em cartões postais. Também é restrito a estas pessoas o prazer de, na orla de Ipanema, olhar para o alto daquela pedra enorme e orgulhar-se da façanha.

Morro Dois Irmãos - Crédito: Leon BalkerNo entanto, o designer André Koller, morador do Vidigal há três anos, não se contentou em fazer isso uma ou duas vezes. Constantemente sobe ao topo buscando caminhos pouco usuais, como quando saiu da trilha com um amigo e achou, não sem alguns arranhões, a saída para o Vidigal seguindo apenas uma direção: a de baixo.
Morro Dois Irmãos - Crédito: Leon Balker

Na manhã desta quarta-feira, 30 de maio, André acordou de madrugada e acompanhado de mais três amigos, subiu a pedra para ver o dia nascer. O resultado foi registrado por Leon Balk, um dos corajosos aventureiros, nas lindas cenas que ilustram este texto.

Para quem não sabe o caminho, pode mandar um e-mail para André, que também é guia nas horas vagas: andre@vidigalo.com

Voar, voar: o Vidigal, o parapente e a descoberta de Cabral

Em meio aos diversos benefícios que a pacificação trouxe ao Vidigal, há alguns efeitos colaterais. Um deles é a sensação, para boa parte da imprensa, de que o morro foi descoberto por Cabral. Não o Pedro Álvares, de 1500, mas o governador, mesmo. Existia, sim, vida anterior à UPP. Ao contrário do que muitos veículos publicam, a trilha para o Morro Dois Irmãos não estava tomada pelo tráfico. Não havia alguém na porta com uma arma impedindo a subida, tampouco os trilheiros que subiram para o topo encontravam cadáveres ou pessoas armadas lá em cima.

Markus Fiedler - Parapente - Vidigal - Dois Irmãos

Markus Fiedler se prepara para saltar do Dois Irmãos. Foto: Andreas Wielend

Uma matéria recente de O Globo, por exemplo, intitulada Com a Zona Sul entre os Pés, publicada no blog Radicais, comemora o feito da primeira pessoa a registrar um salto de parapente do Morro Dois Irmãos. O carioca Pedro Aires não foi o primeiro. Antes dele, o alemão Markus Fiedler saltou pelo menos três vezes de lá, com a ajuda do pessoal da Casa Alto Vidigal. O feito, registrado em fotos e vídeos, foi realizado no carnaval de 2011.

Não se trata, exatamente, de estabelecer recordes, mesmo porque anteriormente muitos já fizeram o mesmo com ou sem registro, como o próprio autor do post cita em exemplos. A grande questão é mostrar que o Vidigal não começou a existir como atrativo cultural e turístico depois de 13 de novembro de 2011.